4275

Pular para o conteúdo
CDS Litoral Sul
Itabuna

CDS-LS PARTICIPA DO I FÓRUM DE MULHERES QUILOMBOLAS

Fonte: Ascom CDS-LS
16/07/2022 às 12h54

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


Nesta sexta-feira, dia 15, o Consórcio de Desenvolvimento Sustentável do Território Litoral Sul (CDS-LS) participou do I Fórum de Mulheres Quilombolas. A atividade aconteceu no Quilombo Urbano Porto de Trás, em Itacaré, e teve o objetivo de debater sobre as políticas públicas para mulheres negras. O evento foi promovido pelo Colegiado de Desenvolvimento Territorial, Prefeitura Municipal de Itacaré, Conselho Quilombola e a Câmara Temática de Mulheres do Território Litoral Sul, com o apoio da Amurc e do CDS-LS. 

Com o tema: "Partilhando saberes na construção e defesa do território Litoral Sul" , a atividade deu voz as mulheres de comunidades quilombolas, do Movimento Negro Unificado, do Programa Mulheres que Cuidam e do Território Litoral Sul, que contribuíram com reflexões para que o público feminino se fortaleça e ocupe espaços nas esferas de poder.

De acordo com agente de Desenvolvimento Territorial, Geomara Moreno, o intutito da ação foi dar "empoderamento e visibilidade a essas mulheres, principalmente no mês alusivo ao “Julho das Pretas”. Queremos ouvir elas, saber o que estão fazendo para o desenvolvimento do território”, declarou.

Uma das palestras foi ministrada pela socióloga, Vilma Reis, que abordou a temática sobre Mulher nos espaços de poder, que ainda é ocupado por poucas mulheres. "Precisamos mudar a história da gestão pública promovendo políticas públicas para as mulheres. Quando a gente prioriza as mulheres na Gestão Pública, as coisas mudam", destacou.

A atividade contou com diversas parcerias, entre elas a Prefeitura de Itacaré, representada pelo vice-prefeito de Itacaré, Genilson Souza, que parabenizou a iniciativa do evento e ressaltou o momento importante para reflexão do fortalecimento da mulher negra nos espaços de poder. 

A articuladora do da Câmara Técnica da Educação (CTE) do CDS-LS, Rita Souza, representou a instituição e destacou a contribuição das falas das palestrantes, que contribuíram para promover uma profunda reflexão sobre o lugar de fala das mulheres negras na sociedade. 

“Importante a pauta defendida pelas instituições do nosso território, afinal, quando uma mulher preta assume seu protagonismo na sociedade, mexe com toda estrutura de poder verticalizada em nossa sociedade, do ponto de vista da raça e de gênero”, declarou.